Não confunda a frequência de um incidente com a facilidade com a qual você se lembra dele.

segunda-feira, 20 de maio de 2019

Imagine que dois assaltos violentos tenham acontecido em parques de sua cidade e que, durante alguns dias, a imprensa esteja focando todos os esforços para noticiá-los. Imagine também que, nesta tarde, você gostaria de sair para correr no parque perto da sua casa. Inevitavelmente, as notícias sobre os assaltos fazem você pensa na probabilidade de ser vítima de um roubo (ou algo pior) nesse mesmo parque. Sua mente fará a associação:
Parque: perigo!

As imagens que você viu na TV e na internet fará com que você sobrestime a probabilidade de que algo aconteça em qualquer um dos parques de sua cidade. Como resultado, você evitará correr no parque próximo a sua casa, pelo menos até que a memória sobre as notícias se apague. Somente quando você deixar de associar “parque” a “perigo”, você voltará a correr novamente.

Comportamento racional imagem

Biometria: como funciona o reconhecimento facial e quais são suas aplicações?

terça-feira, 14 de maio de 2019

Biometria: como funciona o reconhecimento facial imagem

A biometria é a tecnologia que compara padrões físicos das pessoas e permite diferenciar um indivíduo do outro, estabelecendo seu perfil com informações pessoais de idade, sexo e estado emocional. Para realizar um teste biométrico precisamos partir de um modelo de identificação, com motores treinados com dados classificados. Esse treinamento consiste em adicionar dados catalogados com informações que adicionam valor aos mesmos, por exemplo uma foto armazenada pode ter informação de idade, gênero, se a pessoa está doente ou sadia, localização etc. Geralmente, se captura múltiplas fotos para se confirmar essas informações. Quando concluímos o treinamento dos motores de identificação, podemos estabelecer processos de comparação com dados novos, ou seja, uma nova imagem. O resultado dessa comparação será obtido com o grau de semelhança ou diferença entre este novo registro e o modelo original, a partir do qual podemos extrair conclusões relacionadas. Estes modelos são definidos seguindo regras de inteligência artificial que nos permitem desempenhar certas operações:

Inteligência de ameaças: uma área necessária para toda empresa de segurança

quinta-feira, 9 de maio de 2019

Hoje em dia, os ataques digitais são realizados por pessoas que utilizam técnicas sofisticadas, por isso é muito difícil prever as intenções e quais serão as técnicas utilizadas na hora de um ataque. Diante desse cenário, o modelo tradicional de atuação da segurança da informação não é suficiente. As empresas precisar recrutar profissionais especialistas que produzam inteligência de ameaças, descobrindo assim novas indicadores de comprometimento, técnicas de ataque e mecanismos avançados de defesa dos ativos de TI da companhia.

Afinal, o que é Segurança da Informação?

terça-feira, 7 de maio de 2019

Sempre que eu conto para alguém que trabalho com segurança da informação, uma imagem se forma automaticamente nas mentes incautas dos meus interlocutores uma sala escura, só iluminada pela luz da tela de um computador, operado por uma figura sombria, normalmente usando gorro e óculos escuros, um hacker!


Se você quer mudar os hábitos de segurança dos seus colaboradores, não conte com vontade própria, mude o ambiente

terça-feira, 30 de abril de 2019

Imagine que você está em uma cafeteria e precisa conectar seu smartphone a uma rede Wi-Fi, ao abrir a tela de conexões disponíveis você vê as opções abaixo e supõem que pode pedir a senha da rede a um funcionário da loja, caso necessite. Qual rede Wi-Fi você escolheria?

Rede Wi-Fi imagem