Telefónica WannaCry File Restorer Como recuperar informações afetadas pelo WannaCry?

terça-feira, 23 de maio de 2017


Quando ocorre este tipo de situação nas organizações uma boa prática é localizar cópias dos arquivos que em alguma instância possam ter sido afetados pela infecção de um malware ou, neste caso, de um ransonware. Seguem abaixo possíveis fontes de cópias destes arquivos:
  • Os próprios arquivos não criptografados que não foram afetados pelo malware ou para os quais não houve tempo de que os afete. Mostraremos neste artigo um truque que permitirá recuperar parcialmente estas informações;
  • Os back ups e cópias de segurança que tenhamos da nossa informação, geralmente, não conectados à rede;
  • Informação de unidades compartilhadas e unidades na nuvem;
  • Informação da caixa de correio do Office 365 e unidades de dados do Office 365;
  • Informação em discos externos, como pen drives;
  • Documentos temporários de Word, Excel ou Powerpint. Se a infecção ocorre quando temos um documento aberto, é provável que este tenha gerado um arquivo temporário em um sistema. Estas extensões não estão no radar do Wannacry, por isso estes arquivos não serão criptografados. Após a desinfecção, na próxima vez que abrir Word, Excel ou Powerpoint será possível recuperar este arquivo.

Mãe, eu quero ser hacker

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Mamá, yo quiero ser hacker.


O Conceito hacker é associado na maioria das vezes a figuras masculinas techies e geeks. Porém, porque é tão difícil encontrar referentes femininos no mundo da tecnologia? O motivo poderia ser encontrado na apaixonada e animada palestra TED de Christopher Bell, estudioso dos meios e pai de uma filha obcecada por Star Wars, onde aborda a alarmante falta de super-heroínas nos jogos e produtos comercializados para crianças e, o que isso significa para a forma que se mostra o mundo a eles. Da mesma maneira, segundo vários estudos, com a idade de 11 anos muitas meninas se sentem atraídas pela tecnologia, ciências e matemática, porém, perdem esse interesse ao cumprir 15 anos.

Diante deste desafio, a Telefônica, através da unidade de Chief Data Office (CDO) liderada por Chema Alonso, que integra Aura – Inteligência Cognitiva, ElevenPaths – Cibersegurança e LUCA – Big Data, refletimos sobre esta tendência que parece se repetir em diversos âmbitos e no propusemos a “hackear” a diversidade.