2015: o ano dos vazamentos de informações

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Os cerca de 220 milhões de credenciais filtrados em mais de 250 violações de segurança durante 2015, reacendeu muitos debates e nos convidam a reflexões. Entre as reflexões sobre o tipo de senhas utilizadas pelos usuários e estas são armazenadas nos servidores. Entre os debates sobre a importância de medidas de segurança como a autenticação de duplo fator autenticação.


Em Dezembro de 2013, ocorreu uma falha grave de segurança, o vazamento de informações pessoais de mais de 70 milhões de clientes da empresa americana Target, incidente que levou à mobilização imediata de recursos para cybersegurança, no valor de cinco milhões de dólares. A partir deste incidente, as empresas passaram a estar cada vez mais conscientes de que precisam para proteger seus ativos de informação, no entanto o ano de 2015 foi marcado por um grande número de violações da segurança, tendo sido uma ameaça para ambos, os usuários e também as empresas. Este quadro de insegurança levou nossa equipe especialista à realização desta pesquisa sobre as mais afetadas por este tipo de vazamento de informações.


Para preparar este documento tiveram que ser recuperados todos os incidentes de segurança publicados que envolveram usuários e que ocorreram no período entre o 1 de Janeiro e 30 de novembro de 2015.

Alguns detalhes do informe:
  • Nos Estados Unidos, o setor mais afetado foi o de Lazer e Jogos.
  • Israel tem sido o principal país, juntamente com o Reino Unido, que receberam maior número de ataques hacktivistas.
  • 42,6% dos vazamentos ocorridos em 2015 continha senhas em texto claro, felizmente o volume total representa apenas 6,5% do total de credenciais subtraída.
  • 80,32 % do total de credenciais obtidas foram roubados em 13 incidentes (5,14%), foi onde mais coletaram credenciais.

Faça o download do relatório completo aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário